Blog

Nossos artigos, ideias e opiniões.

Ritos de Passagem: A Importância do Fim do Ano

Postado em 23 de Dezembro de 2016

Desde o nascimento da história da humanidade, os ritos de passagem foram inerentes a evolução de seus costumes e de sua história, e consolidaram seu desenvolvimento. Das tribos mais ‘primitivas’ existentes ainda até hoje até as metrópoles mais modernas pode-se ainda perceber sua realização e sua importância. Não é diferente quando comemoramos nosso aniversário no buffet mais tradicional da cidade, contendo todo seu simbolismo, como vela (iluminação, sabedoria, vida), bolo (doçura, fartura), balões, dança (alegria, liberdade), enfim; aos ritos de passagem, que marcam a mudança de um indivíduo ou de um grupo de uma situação social para outra, como a entrada na vida adulta, o matrimônio, a mudança de estações, ou até mesmo nos nascimentos e funerais, observados nos indígenas de quaisquer regiões aqui no Brasil, por exemplo. Poderíamos citar outros momentos de vários lugares ao redor do mundo, que carregam e mantém toda uma gama de ritos e rituais, mas, ateremo-nos hoje às comemorações e simbolismos do mês de dezembro!

Sendo a nossa história repleta de simbolismos e rituais oriundos da miscigenação de muitas culturas, há hoje, época que conhecemos muito bem: trata-se do fim do ano, repleto de festas como natal, fim do ano escolar, confraternização de empresas e colegas de trabalho, e o réveillon, que marcam o encerramento e a preparação para o novo ciclo que se dará a partir do início do próximo mês. Mesmo aqueles que se sentem de alguma forma não tocados, menos inspirados ou desmotivados com esta época, de alguma forma desejam que, ao se encerrar tal período, algo novo se inicie em sua vida. Esta é, pois, a grande importância destes festejos ou para quem não participa de nenhuma festa, a importância de se passar por estes dias.

Desejar recomeçar seja em qual âmbito da vida for, é parte fundamental do nosso desenvolvimento humano! E o fim do ano é época que nos coloca frente a frente com tal desejo, ou por que não dizer, com tal chance. Sem querer trilhar o caminho de qualquer apelo, sim, cada dia é uma nova chance de refazer qualquer caminho, por mais errôneo e tortuoso que pareça, pois também assim é cada ano! Eis, o motivo de 01 de janeiro ser datado como dia da Confraternização Universal, porque justamente suscita um repensar no sentido dos sentimentos e ações humanas, tendo objetivo maior mais proximidade entre todos nós! É então época para todas as classes e credos, como uma nova chance de se encontrar, e assim, encontrar o outro!

Sendo assim, apresenta-se aí a importância de mergulharmos nesta oportunidade que, de alguma forma, traz consigo a oportunidade de pensar no autoconhecimento, nas escolhas, no crescimento almejado e no amor que cada um deve desenvolver de verdade por si mesmo. Este é o sentido do ritual do fim do ano!

Vivamos e deixemos que esta experiência cumpra seu papel: modificar-nos através de suas luzes, suas canções, seus fogos e seus abraços, porque mais que qualquer aquisição material que faz parte desta época, precisamos deste contato humano que é o ingrediente mais essencial de qualquer uma das nossas festas!

Desejo vida a todos!